Categorias
Dicas

Conheça 10 sites que podem deixar você mais inteligente

Neste artigo apresentamos 10 sites que te ajudarão a ficar mais inteligente

Pode parecer clichê, mas a internet está aí para derrubar fronteiras da informação.

Atualmente, boa parte do conhecimento e técnicas que estariam escondidas dentro de livros pouco acessíveis está aberta na internet para consulta geral.

Às vezes ela está disponível em forma de cursos extremamente didáticos, ou então em forma de infográficos inteligentes.

Confira os 10 sites que podem deixar você mais inteligente

Duolingo

A maioria dos sites descritos na lista são em inglês.

Se você ainda não conhece o idioma, você está perdendo uma parte enorme do que a internet tem a oferecer, não só em conhecimento, mas também em relação a entretenimento.

O Duolingo permite o aprendizado de Espanhol, Inglês, Alemão, Francês, Italiano e o Português, para quem é de fora em alguns meses, dependendo do empenho.

Outras línguas devem ser acrescentadas ao longo do tempo. Acessar o site Duolingo

Khan Academy

Quer entender melhor algum assunto que não lhe é familiar?

Este site pode ensinar várias disciplinas, desde o nível fundamental até o superior. São vários assuntos abordados, como matemática, ciência, história, entre outras. A plataforma também auxilia a registrar o progresso do seu estudo. Acessar o site Khan Academy

MIT Open Courseware [inglês]

Educadores do MIT, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, uma das instituições de ensino mais respeitadas do mundo liberaram e organizaram informações e cursos onlines nesta plataforma aberta. Acessar o site MIT Open Courseware

Information is Beautiful [inglês]

Às vezes, a melhor forma de entender uma informação é por meio de gráficos. O site é especializado no repasse de informações de forma bem visual, com excelentes infográficos. Simples e eficiente. Acessar o site Information is Beautiful

Spreeder [inglês]

O site foi criado para ajudar as pessoas a lerem e assimilarem textos de forma mais rápida. Segundo ele, o motivo pelo qual lemos tão devagar é porque nossa “voz interna” precisa acompanhar a leitura, o que é algo muito lento.

O Spreeder teoricamente acaba com esse problema, mostrando as palavras em um ritmo superior ao que essa voz consegue acompanhar, fazendo com que sua visão fique livre para assimilar a informação no ritmo que preferir.

Basta colar um bloco de texto no aplicativo e definir a velocidade em que o texto será mostrado. Acessar o site Spreeder

Codecademy [inglês]

Provavelmente o principal site quando o assunto é ensino de programação para leigos na internet.

O Olhar Digital já fez uma matéria especial sobre a empresa há algum tempo e o site continua sendo uma forma popular de ensinar o beabá da programação para leigos e interessados.

Inclusive, a promessa é de ensinar a programar em apenas um ano. Acessar o site Codeacademy

Artigonal

Se você está procurando artigos sobre diversos assuntos com certeza o Artigonal pode te ajudar. Ele é um diretório de artigos dos mais variados assuntos, são mais de 10 mil artigos e mais de 3 mil autores separados por centenas de assuntos. Acessar o site Artgional

Coursera

ais um excelente site com cursos diversos e gratuitos. Música? Está lá. Química? Também. Até medicina tem seus cursos. Alguns deles também estão traduzidos para o português, mas não são muitos. Acessar o site Coursera

Udemy

Se é especialista em alguma coisa, por que não repassar? A Udemy une pessoas dispostas a ensinar e outras interessadas a aprender alguma coisa. Alguns cursos são pagos, outros gratuitos. Até cursos de ioga podem ser encontrados, já que se trata de um espaço onde qualquer um pode ensinar aquilo em que é bom. Acessar o site Udemy

Wikipedia

Como falar de conhecimento na internet sem lembrar da Wikipedia?

Com o devido cuidado para filtrar possíveis falhas, a enciclopédia livre mais conhecida na web pode ser a porta de entrada para todos os assuntos.

Se o artigo não for confiável o bastante, sempre há os links de referência que oferecem uma base mais sólida para os temas. Acessar o site Wikipedia

Adaptado da fonte Olhar Digital

Categorias
Internet

Não confia na Black Friday? Saiba como se proteger

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Quem passou por problemas ou acompanhou a enxurrada de notícias negativas sobre a Black Friday de 2012 provavelmente não se sentirá confiante em relação à edição de 2013, que ocorre na sexta-feira, 29. Por isso, embora Pedro Eugenio – o homem por trás da Black Friday brasileira – tenha garantido ao Olhar Digital que neste ano não haverá aborrecimentos, o melhor é se precaver.

O consumidor deve desconfiar até dos parceiros do Busca Descontos, realizador da Black Friday. O Reclame Aqui firmou acordo com o site e criou uma página especial para o evento; lá as empresas participantes já possuem avaliações, sendo que nem todas são positivas – a Casa Show, por exemplo, tem reputação considerada “ruim”, enquanto a HP consta como “não recomendada”, assim como a Lenovo.

O primeiro passo para não se dar mal, então, seria evitar os selos de desaprovação, mas não é só isso. É preciso saber se a oferta é real ou se o valor do produto/serviço foi inflado para fazer com que o consumidor pague “metade do dobro”. Verifique o prazo de entrega, pois a loja pode estendê-lo demais, e o valor do frete, que pode ser inflado para compensar o desconto do produto.

Também há a lista negra do Procon em que constam mais de 300 sites. Confira ela aqui e evite se aproximar destes endereços.

Após escolher o site

Ao efetuar uma compra, tire capturas de tela em todos os passos; isso servirá como prova em um eventual processo, caso algo dê errado.

Prefira fazer transações junto aos participantes da Black Friday oficial, pois eles serão observados constantemente pelo Reclame Aqui. Tome cuidado com e-mail marketing, porque criminosos provavelmente usarão o furor em torno do evento para aplicar golpes, inclusive com o nome dos participantes oficiais.

O Reclame Aqui avisa que, “na Black Friday, NÃO EXISTE erro crasso de preço, ou preço vil, pois no dia da Black Friday o consumidor está em busca de SUPER OFERTAS e o erro será considerado uma oferta normal.” Ou seja: viu um desconto absurdo? Se a loja errou, não é problema seu, ela terá de arcar com o valor informado.

Mas não se esqueça de que nem tudo será vendido por preço inferior, na sexta-feira. “Não é 100% do catálogo [que tem desconto]”, esclarece Pedro Eugênio.

Via: Olhar Digital 

Categorias
Notícias

45% das empresas brasileiras não têm sites, aponta Cetic.br

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Levantamento mais recente sobre o mercado corporativo revela dados importantes para o setor

Segundo estudo realizado com 6.400 empresas brasileiras que empregam ao menos 10 funcionários, apenas 55% delas têm sites. Esta é uma das descobertas do TIC Empresas 2012, publicado nesta terça-feira, 16, pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), órgão ligado ao NIC.br.

O levantamento — considerado um raio x nacional sobre a adaptação do mercado corporativo à estrutura digital — mostra que o dado muda de acordo com o porte: 87% das grandes empresas – com mais de 250 pessoas – mantêm páginas institucionais na internet, sendo que nas pequenas companhias a proporção é de 48% e nas médias, de 74%.

Nas redes sociais, a presença é menos maciça. Apenas 36% das empresas possuem perfil em alguma plataforma de relacionamento. Quando analisadas pelo porte, o percentual diminui para as 33% entre as pequenas e aumenta para 43% e 50% nas médias e grandes, respectivamente.

Quanto às atividades nas redes, 78% das empresas publicam notícias relacionadas a elas mesmas; 74% respondem a comentários e dúvidas e 72% publicam conteúdo referente à área de atuação da empresa. Ainda neste contexto, 38% das companhias publicam informações pelo menos uma vez por semana, enquanto 26% atualizam os canais diariamente.

Outros dados coletados dizem respeito ao uso da internet. De acordo com o Cetic.br, 97% das empresas têm acesso à rede e o número de funcionários que utilizam a internet (45%) se aproximou daqueles que usam computador (49%).

A conexão em banda larga baseada na tecnologia DSL, pela rede telefônica, alcançou 65% nesta oitava edição da pesquisa, sua maior taxa. No entanto, o uso da tecnologia de acesso por conexão via cabo apresentou o maior crescimento, passando de 22% em 2008 para 57% em 2012. A conexão via modem 3G está presente em 40% das empresas, 72% de participação nas grandes corporações.

Crie seu site grátis www.meonline.com.br

Via: Olhar Digital 

Categorias
Curiosidades

Mais de 1.000 sites criados em apenas 1 mês

Nesta semana chegamos a 1.000 sites criados em apenas 1 mês (e aumentando). Isso mostra que estamos no caminho certo. Na próxima semana vamos lançar muitas melhorias em nossa ferramenta, entre elas estarão:

  • Estatísticas de visitas e cliques no seu site,
  • Mais imagens de destaque em nossa galeria de fotos,
  • Plano destaque com opção para registro de domínio,
  • e muito mais.

Se você ainda não tem um site, crie seu site hoje mesmo.

Fiquem ligados! 😀

Categorias
Curiosidades

Brasileiro gasta mais de 10 horas do mês com redes sociais

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

O internauta brasileiro gastou, em média, 10 horas e 26 minutos com redes sociais em janeiro deste ano.

Os dados são do estudo Net Insight, do Ibope Media, e mostram que houve crescimento de 13,5% no tempo em relação a 2012.

Também houve aumento quanto aos sites de vídeos e filmes, que atraíram o internauta por 1 hora e 52 minutos, 14,8% a mais.

Segundo o Ibope, existem atualmente 72,4 milhões de brasileiros com acesso à rede em casa ou no trabalho, sendo que 53,5 milhões são considerados ativos.

O maior pico de acessos durante o mês foi às 17h, quando 73% estavam conectados. E a faixa etária mais assídua era a que vai dos 25 aos 49 anos, que representa 52,7% dos usuários ativos.

Ficou interessado nestes números? Quer atingir este percentual e trabalhar a imagem da sua empresa na internet? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

Via: Olhar Digital

Categorias
Internet

8 razões pelas quais as pessoas abandonam os sites

Dando uma olhada nos site estándares y accesibilidad, encontrandos um post bem legal descrevendo as 8 principais razões que os usuários abandonam os sites prematuramente, olha só:

  • Páginas lentas e links inexistentes (84%).
  • Não se encontra a informação solicitada (68%).
  • Não se encontra informações sobre a empresa (31%).
  • Facilidades de busca limitadas (23%).
  • Vínculos difíceis de serem identificados (16%).
  • Informação desatualizada (6%).
  • Mapa do site desatualizado (4%).
  • O site contém publicidade que abre automaticamente outras janelas (4%).

Se você não quer passar por esse problemão, vamos tomar um café, podemos ajudar sua empresa a estar sempre conectada de forma profiussional e dando resultados.