A Sky, empresa de TV por assinatura via satélite, anunciou nesta quarta-feira (15) seu serviço de streaming de vídeos, o Sky Online.

Sky lança serviço para concorrer com Netflix

No momento, somente clientes da operadora de TV podem assinar o serviço. A empresa afirma que, inicialmente, os títulos poderão ser assistidos somente por meio de um computador.

Em breve, os filmes e séries poderão ser acessados por meio de tablets e smartphones. De acordo com Luiz Eduardo Baptista da Rocha, presidente da Sky, outros dispositivos como os consoles Xbox e PlayStation também serão compatíveis com o serviço de streaming de vídeos da companhia, mas somente após corrigir possíveis falhas da versão web.

Ainda de acordo com o executivo, a empresa pretende abrir o serviço aos usuários que não assinam nenhum outro pacote da Sky. Estes clientes poderão acessar somente uma parte do catálogo de filmes e séries. Além disso, Rocha diz que, em breve, haverá a possibilidade de comprar os filmes e mantê-los como um arquivo no computador por tempo indeterminado.

O objetivo de lançar o Sky Online é concorrer com outras empresas que já operam no setor, como a Netflix e a NetMovies. “Se for um serviço bem sucedido, a Sky irá expandi-lo para outros países”, diz Rocha.

O aluguel de filmes da categoria “lançamentos” custa a partir de R$ 6,90 e não possui limites de quantidade de exibição durante as primeiras 48 horas. Já o aluguel de um filme de catálogo custa a partir de R$ 4,90.

Há também a opção de pagar uma taxa fixa mensal de R$ 14,90 para acessar todo o catálogo de filmes da Sky Online sem limite de exibição. Além de filmes, os assinantes deste serviço poderão acessar o conteúdo esportivo da ESPN 360, ouvir as estações de rádio, assistir às séries televisivas e desenhos animados por streaming.

Filmes em HD serão ofertados nos próximos meses. Alguns alertas serão exibidos aos usuários para avisar sobre a qualidade de imagem do conteúdo e a necessidade de uma conexão acima de 2 MB de velocidade. Já na TV, não há previsão para oferecer o streaming de vídeos. “O que nos limita é a qualidade de conexão que a maioria dos clientes possui. Muitos clientes moram em regiões remotas e com baixa velocidade de conexão”, diz Rocha.

Todo o conteúdo é exibido por meio do site www.skyonline.com.br.

Fonte: Info