Imagem Divulgação

Após fotografar praias, montanhas, o interior de lojas, a cidade de Jerusalém, a Amazônia e até o fundo mar, o Google decidiu ir além e levar as câmeras do Street View para a região do Ártico.

A empresa disponibilizou uma série de imagens da Baía de Cambridge, localizada na área canadense da região. Segundo o Google, os mapas detalhados foram criados com a ajuda da comunidade local.

Entre outros, o Google registrou fotos da comunidade de Nunavut, do Centro de Visitação do Ártico, de uma igreja, e outras atrações. O trabalho é similar ao que a empresa desenvolveu na Amazônia, na região do rio Negro.

A região ártica é definida como aquela localizada na área setentrional do planeta, onde a temperatura média não ultrapassa 10º C durante o verão. Encontram-se lá o oceano Ártico e o Polo Norte. Durante o inverno a área é coberta por gelo e a temperatura chega -60º C.

Em setembro deste ano, em uma de suas investidas mais audaciosas, o Google disponibilizou fotos submarinas capturadas em quatro regiões: da Grande Barreira de Corais, na Austrália; da ilha vulcânica de Apo, nas Ilhas Filipinas; da baía de Hanauma e da cratera de Molokini, no Hawaii.

Via: Info