Empresas trocam o tradicional currículo pelo Twitter ou Facebook do candidato

Empresas trocam o tradicional currículo pelo Twitter ou Facebook do candidato

A era digital também chegou aos processos de seleção de candidatos a vagas de empregos

A Union Square Ventures, companhia de capital de riscos e investidora de grandes nomes do mundo online como Twitter, Foursquare e Zynga, já exigem que o candidato envie perfis no Twitter e Tumblr, junto de um vídeo demonstrando o interesse na posição, ao invés do antigo currículo.

Em uma matéria do jornal norte-americano The Wall Street Journal, a empresa afirma que esse processo seleciona os melhores candidatos, principalmente para eles, que são altamente envolvidos com internet e redes sociais.

Outros meios, como o LinkedIn, vídeos e até questionários online também são novas formas escolhidas para seleção de candidatos. Para Christina Cacioppo, associada da Union Square, os currículos não dizem muito sobre os candidatos: “Estamos mais interessados em como as pessoas são, com o que elas gostam de trabalhar e como elas pensam”, diz.

Além de questões normais sobre o emprego, as empresas também estão querendo saber “Como é o emprego dos sonhos” ou “Qual foi o melhor trabalho que você já teve”. Já a empresa IGN Entertainment Inc., de games e mídias, criou um programa chamado Code Foo, onde os participantes jogam e aprendem ao mesmo tempo. Ao invés de currículos, neste caso a empresa criou uma série de desafios em seu site e até pede vídeos demonstrando a paixão por jogos dos candidatos.

Para Todd Carlisle, diretor do Google, informações como experiências anteriores, hobbies, atividades extracurriculares, como pintar casas ou fazer uma tour com uma banda de punk rock, ajudam a mostrar como o candidato se encaixaria na cultura da companhia.

Via OlharDigital

Deixe sua dúvida ou comentário

Isso pode te interessar