Primeira praga brasileira para Facebook atinge as páginas da rede

Google Imagens

Com a popularização da rede social no país, cibercriminosos criam worm que rouba senhas, inclusive do Orkut e Twitter

Nesta terça-feira (21/6), a Kaspersky Lab descobriu o primeiro worm brasileiro para Facebook. O worm é uma praga auto-replicante que, diferente do vírus, não precisa de um programa hospedeiro para se propagar.

Desde 2005, as redes sociais estão sendo usadas pelos cibercriminosos brasileiros como meio de disseminação de aplicativos mal intencionados. As primeiras pragas se espalhavam via chat, especialmente MSN, e depois evoluíram para trojans bancários. No Brasil, o Orkut foi o site que mais propagou ataques, por ser a rede social mais popular no país.

Mas, com o crescimento de adeptos brasileiros no Facebook, cibercriminosos locais já começaram a desenvolver golpes para atacar usuários da rede de Mark Zuckerberg. Fábio Assolini, analista de malware da Kaspersky Lab no Brasil e descobridor do novo worm, prevê que este novo ataque será o primeiro de muitos dentro da rede social.

Como funciona

As pessoas infectadas mandam, automaticamente e sem saber, links para toda a sua lista de contatos via chat do Facebook, através de frases que instigam o receptor. Quem clicar no link é direcionado para uma página falsa que forja o download de um programa, e é esse programa que rouba as credenciais dos usuários. Segundo a empresa, este risco se agrava quando o Java está desatualizado.

Segundo Fábio, o worm atacou poucas pessoas até o momento. Houve registro de infecções no Brasil e em Portugal, mas o Facebook já tem conseguido bloquear o link. Ainda assim é importante que todos estejam atentos para que não haja maior propagação.

Na foto abaixo é possível ver como o worm atua no chat da rede social. Lembre-se de não clicar em links desconhecidos ou suspeitos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: OlharDigital

Deixe sua dúvida ou comentário

Isso pode te interessar