Categorias
Lemonblue Internet

Kindle já está à venda no Brasil

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Aparelho está disponível no Ponto Frio e na Livraria da Vila

Brasileiros já podem comprar o leitor de livros digitais da Amazon. O Kindle está disponível na loja online do Ponto Frio e nas unidades físicas da Livraria da Vila, em ambos por R$ 299.

“A Amazon está entusiasmada em trazer o Kindle por R$ 299 aos clientes brasileiros por meio da Livraria da Vila e do Pontofrio.com.br, tornando o dispositivo acessível aos leitores brasileiros”, disse Alexandre Szapiro, vice-presidente do Kindle, em nota.

A empresa começou a vender livros em formato digital no Brasil no dia 6, assim como o Google (saiba mais). No catálogo há cerca de 1,4 milhão de obras, sendo que mais de 13 mil estão em português.

Via: Olhar Digital

Categorias
Google

Amazon e Google começam a vender livros no Brasil

Imagem Divulgação

Varejista diz que o Kindle chegará ao país dentro de algumas semanas

Estreou à 0h desta quinta-feira, 6, a loja brasileira da Amazon, com um catálogo de cerca de 1,4 milhão de livros digitais e a promessa de trazer, “nas próximas semanas”, o Kindle ao país. Quase simultaneamente, o Google passou a vender filmes e livros no Brasil pela sua loja virtual, a Google Play.

Mais de 13 mil livros disponíveis na Amazon BR estão em português. A loja tem dos clássicos aos lançamentos, passando pelo que é de domínio público – e, portanto, gratuito – até obras com preços a partir de R$ 2.

O Kindle será vendido por aqui a R$ 299, sendo que nos Estados Unidos o modelo sai por US$ 69 (R$ 140). Mesmo assim, a entrada da gigante varejista deve preocupar a Livraria Cultura, que nessa quarta-feira, 5, lançou oficialmente o Kobo por R$ 399.

No Google os valores dos livros são parecidos com os das outras lojas virtuais. Quanto aos filmes, obras recentes, como Prometheus, A Era do Gelo 4 ou MIB 3, saem por R$ 6,90.

Via: Olhar Digital

Categorias
Tablet

Kindle Fire 2 chega no começo de agosto pelos mesmos US$ 199

Imagem Divulgação

A Amazon deve atualizar a sua linha de tablets já em agosto com o lançamento do Kindle Fire 2 com tela de 7 polegadas, segundo o Mashable.

Parceiros da Amazon no Sudeste Asiático afirmam que o novo tablet da empresa deve ser lançado no dia 7 de agosto e pode custar os mesmos US$ 199 da primeira versão. Também é possível que a empresa disponibilize até o fim do ano dispositivos com tela de 8,9 polegadas e 10 polegadas.

Pouco se sabe sobre o hardware do novo Kindle Fire 2, mas é esperado que ele seja consideravelmente mais poderoso do que o primeiro, que parecia um e-reader mais potente.

A Amazon agora deve ter dois fortes competidores com dispositivos com preço similar: o Nexus 7, do Google, que custará os mesmos US$ 199, e o possível iPad Mini, com tela de 7 polegadas, que pode sair por US$ 300.

O e-reader Kindle deve chegar ao Brasil até o fim do ano. A Amazon iniciará suas operações no país no segundo semestre e espera colocar o leitor de livros digitais no mercado nacional por cerca de R$ 500.

Via: Olhar Digital

Categorias
Notícias

Tempestade deixa servidores da Amazon indisponíveis

Imagem Divulgação

Uma tempestade que atingiu o estado de Virgínia, nos Estados Unidos, na sexta-feira (29), deixou diversos serviços ligados aos servidores da Amazon indisponíveis. O Instagram, rede de compartilhamento de imagens, ficou fora do ar por mais de 12 horas.

Segundo o portal de notícias Mashable, a tempestade atingiu a maioria dos servidores de cloud computing da Amazon, que mantém o serviço no ar. No Twitter, a Amazon anunciou que houve uma queda de energia, mas nenhum dado foi perdido. “Trabalhamos durante toda a noite para restaurar o serviço”, disse a empresa em comunicado no microblog na tarde de sábado (30).

Além do Instagram, serviços como Netflix, Pinterest e SocialFlow também sofreram instabilidades. Porém, no fim da manhã, apenas o Instagram permanecia fora do ar. Isso porque alguns serviços têm servidores em outras localidades que não sofreram impactos da tempestade, que causou interrupções de energia na região.

Os aplicativos para iPhone e Android do Instagram não carregavam o feed de imagens e também não era possível subir novas fotos. Além disso, o site do Instagram ficou fora do ar.

Além dos servidores da Amazon, a tempestade que afetou a costa leste dos Estados Unidos matou uma pessoa e deixou 3,4 milhões de moradores sem energia elétrica, de Indiana até Nova Jersey. A previsão das autoridades norte-americanas é de que o corte de energia ainda dure vários dias.

Via: Info

Categorias
Tecnologia

Amazon anuncia serviço de busca em nuvem no Brasil

Jeff Bezos - Amazon
Jeff Bezos – Amazon

Amazon lançará um serviço de busca no Brasil. A tecnologia usará a computação em nuvem e terá enfoque nos clientes corporativos.

O novo serviço chamado CloudSearch poderá ser usado em sites e aplicações offline, custará 100 dólares mensais e, segundo a Amazon, reunirá e organizará os dados necessários de todos os arquivos da empresa em menos de uma hora.

Ainda de acordo com a companhia, a plataforma usa a mesma tecnologia usada nas buscas do site Amazon.com.

O CloudSearch faz parte de um conjunto de serviços de computação remota chamado Amazon Web Services (AWS), um conjunto de ferramentas para empresas de todos os portes.

Além deste novo serviço, a Amazon, que chegou ao Brasil em dezembro de 2011, deve decidir ainda em abril deste ano quando iniciará a sua operação de e-commerce no país.

Via Info

Categorias
Curiosidades

As empresas mais inovadoras do mundo

Facebook foi a melhor de 2009, na opinião da revista americana Fast Company

O ranking anual de empresas mais inovadoras do mundo realizado pela revista americana Fast Company trouxe a rede social Facebook na primeira colocação. Segundo a publicação, 2009 foi um ano importante para a empresa liderada por Mark Zuckerberg, que adicionou 200 milhões de usuários ao serviço, graças às inovações do site, como exibição de atualizações e fotos nos perfis individuais das pessoas.

No ano passado, o ranking de inovação foi liderado pela equipe da campanha presidencial de Barack Obama.

O ranking de 2010 tem ainda entre as dez primeiras colocadas a Amazon, Apple, Google, Huawei (provedora de equipamentos de telecomunicações, que irá construir a rede 4G de celulares da Noruega, uma das primeiras do mundo nesta nova tecnologia), First Solar (empresa de energia solar), PG&E (geradora de energia hidroelétrica, nuclear e de gás natural, que atende a 5% da população dos Estados Unidos), Novartis (a gigante farmacêutica suíça chamou a atenção pelo foco em doenças raras), Walmart e HP.

Via BlogPRESS