Categorias
Internet

The Unknowns: a continuação da saga dos Anonymous

O mais novo grupo de hackers intitulado The Unknowns afirma ter invadido os sistemas do centro de Pesquisas da NASA, das Forças Armadas dos EUA e da Agência Espacial Europeia.

O grupo deixou uma carta no Pastebin, serviço de compartilhamento de textos muito usado por hackers, anunciando que as próximas vítimas da lista incluem a Marinha da Tailândia, a Universidade de Harvard, a fabricante Renault, o Ministério da Defesa Francês e as Páginas Amarelas da Jordânia.

A mensagem explica que as invasões nada se parecem com as do Anonymous– cujo motivo era simplesmente atacar vítimas que agiam contra instituições que julgavam “do mal”. Pelo contrário, a motivação do The Unknowns é mais para mostrar as artimanhas de segurança e “sabedoria”, de acordo com a própria explicação.

“Vítimas, nós liberamos alguns de seus documentos e dados, e provavelmente prejudicamos um pouco vocês, mas essa não é realmente nossa intenção, porque se fosse todos seus websites estariam completamente desconfigurados. Mas nós sabemos que em uma semana ou duas as vulnerabilidades encontradas estarão corrigidas e é isso que realmente estamos procurando fazer”, diz o post. Eles insinuam também que continuam atrás de outras falhas em outros sites.

Além disso, o grupo deixou um e-mail intimando as “vítimas” a contatá-los, dizendo que estão prontos para fornecer-lhes “informações sobre como penetramos seus bancos de dados, e estamos preparados para fazer isso a qualquer momento, então apenas entrem em contato conosco”.

Eles também parecem estar encorajando organizações que não foram invadidas – ou que não anunciaram as invasões sofridas – a contatá-los, mas para qual finalidade ainda não está claro. “Contate-nos antes de tomarmos uma ação que nós iremos ajudá-lo e não divulgaremos nada”.  Este seria um passo bem incomum para uma organização: aceitar um conselho de um grupo misterioso de hackers apenas por medo de estar sujeito a algum tipo de extorsão.

O que você faria no lugar dos executivos dessas empresas? Acha que aceitar é uma forma de evitar um possível ataque?

Via Olhar Digital

Categorias
Notícias

Anonymous: o Facebook está seguro

Anonymous: o Facebook está seguro

Grupo afirma que ameaça partiu de um indivíduo, e que o coletivo não apoia a operação.

Depois de alguns dias de frenesi internet afora, o Anonymous veio a público no final da noite de ontem (04/11) para afirmar que o Facebook não será alvo de ataques. Segundo a CNET, citando fontes ligadas ao grupo de ciberativistas, as ameaças ao Facebook partiram de um indivíduo ligado ao Anonymous, mas foram produto dele apenas, não uma decisão tomada pelo grupo.

Ainda segundo essa fonte, não faria sentido para o Anonymous atacar o Facebook, já que o grupo usa a rede social como veículo para espalhar suas mensagens e também como ferramenta para aglutinar os membros que se espalham por diferentes regiões e países. O nome desse indíviduo chegou a ser revelado, bem como a cidade onde mora e até números de telefone. O site, porém, preferiu publicar apenas o primeiro nome: Anthony.

Assim, ao que tudo indica, e a confiar na reportagem, esse sábado (5/11) será uma dia como outro qualquer na vida do site de Mark Zuckerberg. Como no texto de Shakespeare: Much ado about nothing (Muito barulho por nada).

Via OlharDigital