Categorias
Notícias

Bancos escondem serviços grátis, diz Idec

Imagem Divulgação

Os bancos públicos e privados escondem de seus clientes a existência de pacotes gratuitos de tarifas, uma exigência legal desde 2008. A informação é do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), que realizou uma avaliação com os seis maiores bancos que atuam no país.

Segundo o Instituto, técnicos do Idec visitaram as instituições financeiras se apresentando como clientes comuns. Nos diálogos com gerentes e atendentes, os técnicos pediram para modificar a classificação de suas contas para o pacote básico gratuito.

Esse pacote é uma exigência do Banco Central e determina que os bancos ofereçam uma opção com direito a, no mínimo, quatro saques (no caixa do banco ou nos caixas eletrônicos), duas transferências entre contas do mesmo banco, dois extratos do mês anterior, um extrato anual e dez folhas de cheque por mês. Foram visitados os bancos Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Banco do Brasil e Santander.

De acordo com o instituto, os atendentes bancários ora desconheciam a existência do pacote de “serviços essenciais gratuitos” ora simplesmente se negavam a fazer a migração da conta.
Os pesquisadores pediram que suas contas correntes fossem alteradas para contas de serviços essenciais. Alguns funcionários, segundo o instituto, não tinham conhecimento desse direito e outros se negaram a fazer a conversão.

De acordo com a análise do Idec, apenas os atendentes dos bancos Caixa Econômica e Itaú efetuaram as mudanças solicitadas pelos técnicos sem criar dificuldades.

Os bancos Bradesco e Santander, diz o Idec, efetuaram a mudança, porém o técnico do Idec teve que insistir no pedido e resistir às tentativas de persuasão dos gerentes. Nos demais bancos, o técnico do instituto não conseguiu fazer cumprir seu direito.

No Banco do Brasil o atendente alegou uma dificuldade técnica em seu sistema e não efetuou a migração da conta. Já no HSBC, o atendente desconhecia a existência da conta de serviços essenciais.

Via: INFO

Categorias
Notícias

Banco do Brasil cria serviço que permite sacar sem cartão

Para usar o Saque Sem, que estará disponível na segunda (8), o cliente precisa aderir ao serviço em um terminal de autoatendimento

Os clientes do Banco do Brasil poderão sacar em terminais autoatendimento sem usar o cartão. O novo serviço, o Saque Sem, permite ao correntista secar até R$ 100 por dia, de uma só vez, ou em, mais de uma operação.

Para usar o Saque Sem, que estará disponível na segunda-feira (8), o cliente precisa aderir ao serviço em um terminal de autoatendimento. Depois, terá que enviar uma mensagem SMS pelo celular para a Central de Atendimento do BB, 4004 0001, ou acessar a conta corrente no portal do banco. Por fim, ele receberá um código para saque, válido até a meia noite do dia da solicitação.

Segundo o BB, a proposta é dar alternativa de saque para as situações emergenciais como perda, roubo ou esquecimento da carteira, ou por a conveniência do correntista. Caso o cliente precise fazer um pagamento (a diaristas, empregados etc) ele pode informar pela internet o número do celular do beneficiado, que receberá um código para saque do valor previamente definido, até o limite de R$ 100.

“É completamente seguro, já que a autorização só vale para o saque determinado naquele dia. Não tem como ser mais simples”, disse o diretor da Unidade de Gestão de Canais do BB, Hideraldo Leitão.

Para os clientes que não dispõem do pacote de serviço, cada operação do Saque Sem custará R$ 1,40 depois do quarto saque mensal. O BB garante seis meses de isenção de tarifa. Para os cliente que tem pacote de serviços, a quantidade de saques gratuitos depende da modalidade do pacote.

Via PortalExame