Imagem Divulgação

A subida
O austríaco Felix Baumgartner saltou ontem (14) da estratosfera, a mais de 39 mil metros de altura, em direção a Terra. O objetivo do atleta era ser o primeiro paraquedista a quebrar a barreira do som.

Baumgartner conseguiu mais do que isso. Ele fez o mais alto salto de paraquedas e subiu ao ponto mais distante da Terra já alcançado por um homem em um balão.

Além disso, a transmissão ao vivo do seu salto pelo YouTube virou o livestream com o maior número de visualizações simultâneas da história do site: 8 milhões de visualizações.

Toda a aventura do atleta começou com a subida de Baumgartner até a estratosfera. O atleta subiu até o ponto mais longínquo da Terra com a ajuda de um balão.

Imagem divulgação

O salto
Baumgartner, de 43 anos, se preparou para a aventura durante cinco anos. O salto aconteceu acima do deserto de Roswell, nos Estados Unidos.

Na altura em que aconteceu, quase não há oxigênio e a pressão é menor que 1% da Terra. A temperatura durante uma descida como a Baumgartner pode alcançar até 70 graus negativos.

Por causa dessas condições, o austríaco estava com um traje pressurizado e capacete desenvolvido para queda. A roupa o protegeu da baixa pressão e das baixas temperaturas.

Apesar da proteção, o atleta precisou se concentrar para controlar ao máximo os movimentos que seu corpo fazia durante a queda para evitar cair em parafuso, o que poderia ter causado desastres. As veias cerebrais poderiam estourar, os olhos sofreriam hemorragia e o pescoço quebraria durante a queda.

Imagem Divulgação

A quebra de barreira do som
Segundo cálculos que ainda serão ratificados, Baumgartner é o primeiro homem a superar a velocidade do som sem ajuda mecânica. Eles preveem que o atleta conseguiu obter a façanha nos 40 primeiros segundo de queda livre, quando atingiu 1.173 km/h.

Em condições normais, a velocidade do som é de 1.234 km/h na atmosfera terrestre, enquanto na estratosfera ela chega a 1.110 km/h. Isso acontece por causa da temperatura baixa e pela menor resistência do ar, segundo a missão que coordenou o salto.

Imagem Divulgação

O paraquedas
A queda livre durou quatro minutos e 19 segundos. Mesmo assim, Baumgartner não bateu o recorde mundial nesta modalidade, que era de quatro minutos e 36 segundos.

Apesar dos momentos críticos durante o salto, o austríaco não quis abrir um paraquedas especial para estabilizar a queda livre. Ele acionou o paraquedas somente quando precisava ser conduzido até o chão.

Imagem Divulgação

A aterrissagem
Após alcançar o solo da Terra, Baumgartner comemorou o feito. Ele admitiu que nos primeiros instantes da queda livre da estratosfera pensou que perderia a consciência por causa da violência da queda e da velocidade de descida.

A velocidade da queda de Baumgartner ainda será verificada pelos instrumentos que ele carregou em seu traje. Depois de analisar os dados, especialistas ratificarão a informação de que ele quebrou a barreira do som.

Veja o vídeo do salto de Felix Baumgartner

*Com informações de AFP e EFE

Via: Info