Categorias
Google

Veja as novidades que o Google apresentou esta semana

Em evento anual, companhia revela novos recursos para o Maps, Google+, Gmail e mais

Google+

A rede social do Google ganhou roupa nova. Na verdade, ela agora lembra um pouco a interface da Pinterest. No quesito recursos, são muitas as novidades. Algumas da principais: agora dá para fazer videoconferências usando o HangOuts pelo smartphone.

Outra novidade: ajuste automático de fotos e fotos realmente grandes. O ajuste automático promete melhorar cor, contraste e outros componentes da foto. Para quem trabalha com fotografia, agora é possível subir imagens realmente grandes, com 2048 pixels ou mais. Ainda dá para fazer zoom nas imagens.

Comunidades: o Google Plus ressuscitou alguns recursos bacanas das antigas comunidades do Orkut. Um deles é a possiblidade de fixar um tópico para discussão.

Dinheiro pelo gmail
Agora dá para enviar dinheiro usando o Gmail. Ainda na linha da integração dos serviços, o Google juntou a Google Wallet – que já existe nos Estados Unidos – com o Gmail. Assim, os internautas poderão transferir recursos para outras pessoas com apenas um clique em sua conta de email.

Mecanismo de buscas
Uma das maiores novidades veio do mecanismo de buscas do Google. Nas palavras da própria empresa, todos vão ter de repensar as buscas a partir de agora. Basicamente, o buscador ficou ainda mais inteligente. A partir de agora, ele se organiza em torno de repostas, conversas e antecipação. Isso quer dizer que você poderá, por exemplo, fazer uma pergunta para o Google e ele poderá responder e já emendar algum complemento que pareça relevante. Além disso, novamente, a integração está presente.

Será possível, por exemplo, fazer buscas por lugares e marcá-los automaticamente no Google Maps. Caso esses lugares estejam relacionados a um compromisso seu, por exemplo, o Google Now – presente nos smartphones Android e iPhones – poderá te lembrar do compromisso, já calculando previamente o tempo de deslocamento. Todas essas operações serão possíveis por meio de comandos de voz nos computadores que usam o sistema operacional Chrome. Em breve, essa possiblidade deve chegar também para os smartphones Android.

Para finalizar, esse resumo, agora o Google também tem um serviço de streaming de músicas, similar ao Spotify ou o Pandora. O Google Play Music cobra uma mensalidade de cerca de 10 dólares e oferece acesso a música de forma ilimitada. Por enquanto, o serviço ainda não estará disponível no Brasil.

Via: Olhar Digital 

Categorias
Google

Google anuncia novidades do Chrome OS

Imagem Divulgação

Sistema operacioinal da gigante de buscas foi atualizado

O Google anunciou algumas atualizações para os usuários do sistema operacional Chrome OS. A versão estável liberada nesta semana conta, entre outras novidades, com um redesenho da lista de aplicativos.

A empresa compactou essa lista – “então você consegue acessar seus apps sem interromper a experiência de navegação”, comenta Xiyuan Xia, engenheiro de software e perito em aplicativos do Google. Também foi acrescentada uma caixa de buscas, que pode ser usada como uma omnibox para pesquisar na web, em sites específicos ou apps instalados.

Agora o sistema permite customização da área de trabalho, com adição de papel de parede. E os arquivos podem ser salvos diretamente no Google Drive. Outras melhorias incluem redesenho do Cloud Print e suporte para áudio em conexões USB e HDMI.

Via: Olhar Digital 

Categorias
gTablet

Novo tablet do Google lançado oficialmente

Google Imagens

Tablet Nexus 7 vai custar 199 dólares

Como o próprio nome sugere, o concorrente do Google para o iPad aposta numa tela 7 polegadas. O processador que movimenta o tablet é um Nvidia quad-core, apoiado por 1 Giga de memória RAM e 16 Giga de armazenamento. Evidentemnte, o aparelho tem conexão Wi-Fi e traz embutido um chip NFC (Near Field Communication), que faz com que o aparelho possa ser usado, por exemplo, para pagamentos simplesmente aproximando-o de terminais específicos. No conjunto ótico, o Nexus 7 oferece uma câmera fronta de 1,2 megapixel e um decepção: não tem câmera traseira, ao contrário de seus concorrentes. O Google afirma que a bateria do tablet é capaz de suportar até 8 horas de uso contínuo, o que o coloca novamente abaixo de iPads e Galaxys. Para controlar o aparelho, a nova versão do Androi, a Jelly Bean – que promete ser mais rápida e mais leve que a atual Ice Cream Sandwich.

Integração

O novo tablet chega ao mercado apostando numa grande integração com a Google Play (loja de aplicativos do Android). Entre as novidades estão um recurso que identifica músicas automaticamente – do mesmo jeito que o Shazam, um aplicativo bastante popular, já faz. Há também um tipo de banca de revistas e jornais digital, na qual os usuários poderão passear pelos títulos e capas numa interessante interface com imagens em 3D. Os recursos do Google Translate estão sendo colocados à disposição dos usuários por meio do Currents. Trata-se de um serviço que promete traduzir páginas de revistas e de jornais.

Mercado

Como todos os outros concorrentes do mercado de tablets, o Google está mirando no iPad da Apple, mas pode acabar acertando outro rival no meio do caminho, o Kindle Fire, da Amazon. A faixa de preço do Nexus 7 está na casa dos 200 dólares, a mesma faixa do produto da Amazon, que atualmente é que mais vende tablets entre os aparelhos Android. O iPad ainda está numa folgada liderança, com mais de 70% do mercado global de tablets. O Nexus 7 foi anunciado oficialmente durante a Google I/O, conferência de desenvolvedores da empresa. O aparelho começa a ser vendido nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália a partir da segunda quinzena de julho.

Via: Olhar Digital

Categorias
Microsoft

10 novidades do Windows 8

Imagem Divulgação

A Microsoft  liberou, nesta semana, a última versão preliminar do Windows 8 antes do lançamento final, previsto para outubro. O novo sistema operacional traz a reforma mais radical na maneira de interagir com os PCs desde a chegada do Windows 95, 17 anos atrás.

O novo sistema usa uma interface gráfica inteiramente nova, que privilegia as telas sensíveis ao toque. Ao criá-lo, a Microsoft se arrisca deixando de lado coisas que são familiares aos usuários, como o menu Iniciar, e substituindo-as por padrões novos e de sucesso ainda incerto. Mas talvez ela não tenha escolha, já que os tablets começam a roubar espaço dos PCs. E o Windows 7 já é visto como antiquado por muita gente.

Além disso, a Microsoft está praticamente ausente do mercado de tablets, no qual ela foi pioneira uma década atrás. Para tentar conquistar um espaço nesse mercado dominado pelo iPad, o novo Windows também tem uma edição específica para tablets, o Windows RT. Veja dez das novidades mais importantes do novo sistema operacional.

1 Edições distintas

O Windows 8 será específico para PCs de mesa e portáteis. São computadores que usam os processadores conhecidos como x86/x64, produzidos pela Intel e pela AMD. Outra edição do sistema, chamada Windows RT, vai rodar em tablets com processador do tipo ARM. São chips fabricados por empresas como Qualcomm, Samsung e Texas Instruments e usados em tablets e smartphones. Aplicativos criados para o Windows 7 devem rodar no Windows 8, mas não no Windows RT.

2 Adeus, menu Iniciar

Na nova interface gráfica Metro, do Windows 8, o menu Iniciar, que está no Windows desde 1995, deixa de existir. No lugar dele, quando o usuário clica no canto inferior direito da tela, surge uma página inicial quadriculada com os aplicativos dispostos em retângulos. Seu aspecto é similar ao do Windows Phone.

3 Os retângulos são vivos

Os retângulos que representam os apps na tela do Wndows 8 não são ícones passivos. Eles também podem exibir informações. Um app de e-mail pode mostrar quantas mensagens não lidas existem na caixa postal, por exemplo.

4 Loja de apps

Seguindo o exemplo da Apple e de outras empresas, a Microsoft só vai permitir a instalação de apps na nova interface Metro por meio da sua loja online. Esses apps rodam na tela inteira do computador, como os dos tablets e smartphones. Mas há também um modo (chamado, em inglês, de “snap”) em que a tela é dividida verticalmente, exibindo dois apps lado a lado.

5 Múltiplos toques no touch pad

Laptops com Windows 8 terão um touch pad capaz de reconhecer múltiplos toques simultâneos. Esse dispositivo será usado para controlar o zoom e para abrir e fechar o menu lateral do Windows 8, entre outras coisas. Alguns fabricantes, como a Asus, adicionaram esse recurso a seus laptops com Windows 7. Mas agora ele passará a fazer parte do sistema.

6 Uma conta para todos

O usuário poderá usar uma conta criada no site da Microsoft para se autenticar no Windows ou vice-versa. O mesmo nome de usuário e a mesma senha poderão ser empregados em vários dispositivos com Windows 8, Windows RT e Windows Phone, e também nos serviços online da empresa, como o SkyDrive. Isso deve facilitar a sincronização de dados entre os dispositivos e os serviços online.

7 Identificação por gestos

O Windows 8 traz duas novas maneiras de o usuário se identificar no sistema. A primeira é a senha fotográfica. Quando ela é usada, o sistema exibe uma foto e a pessoa realiza gestos deslizando o dedo sobre a imagem (num tablet) ou deslocando o cursor do mouse (num PC). O outro método é digitar uma senha numérica de quatro dígitos (PIN) como se faz em muitos smartphones.

8 Volta ao passado

Opcionalmente, será possível trazer de volta a interface tradicional do Windows. Isso será necessário para rodar aplicativos que não são compatíveis com a nova interface Metro.

9 Plug-ins são banidos do IE

O Windows 8 vem com o Internet Explorer 10 em duas versões distintas: uma para a nova interface gráfica Metro e outra para a tradicional. A versão Metro não vai aceitar extensões, que continuarão sendo bem vindas na versão tradicional.

10 Upgrade por 29 reais

A data de lançamento do Windows 8 não foi divulgada, mas espera-se que os PCs com o novo sistema comecem a chegar às lojas em outubro. Quem comprar um computador com Windows 7 nos próximos meses vai poder, depois do lançamento, atualizá-lo com o Windows 8 pagando 29 reais.

Via: Info 

Categorias
Celular

Sistema móvel em HTML5 da Mozilla fará estreia no Brasil

mozilla firefox mobile

A Mozilla, em parceria com a Telefônica Digital, anunciou o lançamento mundial da primeira plataforma móvel open source baseada em HTML5. Os primeiros aparelhos com o sistema farão a estreia no Brasil.

A plataforma, de codinome “Boot to Gecko” (B2G), irá equipar aparelhos de entrada (os chamados featurephones) e os dispositivos com o sistema embutido serão vendidos entre o final de 2012 e início de 2013 no Brasil.

Projeto B2G

O projeto B2G foi apresentado pela primeira vez no ano passado, quando a empresa revelou suas ambições de construir um sistema operacional completo e open source com base em HTML5, que seria uma opção alternativa ao Android.

O primeiro protótipo já havia sido apresentado durante a Mobile World Congress deste ano.

O sistema lembra bastante o funcionamento do Chrome OS, porém voltado para smartphones e tablets. Na prática, os aparelhos (chamados de Open Web Devices) irão rodar aplicativos HTML5 de forma nativa e será todo baseado na web, o que daria a esses featurephones os recursos encontrados em smartphones.

E a parceria entre as duas empresas fez com que o lançamento mundial da plataforma fosse focado no Brasil, que embora possua um grande número de usuários de celulares, apenas uma pequena parcela desses são smartphones.

No entanto, as empresas não confirmaram quem serão os fabricantes destes primeiros dispositivos, mas afirmaram que o preço dos aparelhos será o mesmo pago atualmente nos featurephones.

Via: Info