Apple revela sua tablet em San Francisco, baseada em hardware próprio e iPhone OS

jornal para ipad
Jornal para iPad

Jobs descreveu o cenário atual dos dispositivos móveis com base em como os notebooks e os smartphones evoluíram, dividindo ambos em categorias diferentes de produtos. Porém, como já vimos outros analistas discutirem, há espaço no meio deles para uma nova categoria de produtos — infelizmente, não podem ser netbooks —, que ainda seja capaz de dar aos usuários acesso aos mesmos recursos de comunicações, entretenimento e email num formato mais portátil.

Seguindo esse conceito, a Apple lançou hoje a sua primeira (e talvez única) tablet: a iPad. O produto apresentado é exatamente igual ao que o Engadget e o Gizmodo reproduziram em algumas fotos mais cedo, e roda iPhone OS. Os usuários são capazes de acessar a web nele com funções de desktop — mas sem plugins, como em iPhones e iPods touch —, sendo, portanto, uma ótima forma de acessar a web “como ela é”.

Quanto a emails, a iPad conta com um cliente de email baseado no existente para iPhones e iPods touch, mas ele inclui recursos especiais na interface gráfica que tiram proveito do espaço da tela maior para oferecer uma visão mais clara de como está sua caixa de entrada enquanto lê outros emails. A composição de mensagens, como esperado, se dá por meio de um teclado virtual muito responsivo de maior tamanho que o da dupla iPhone/iPod touch.

Em termos de entretenimento, a iPad traz uma galeria de fotos aprimorada, que tira proveito da tela de maior tamanho para exibir melhor as coleções de imagens dos usuários — aka eventos do iPhoto. Falando em iPhoto, é possível visualizar as fotos no novo produto em todos os seus modos de visualização — incluindo rostos (Faces) e lugares (Places).

A iPad também traz suporte a bibliotecas de mídia com base no iTunes, porém não como em iPhones/iPods touch: sua interface é totalmente nova e otimizada para a tela maior, sendo possível conferir vídeos em alta definição e ouvir músicas. Além disso, é possível comprar conteúdo na iTunes Store integrada ao aparelho, com uma interface nova, mas ainda dependente do WebKit.

A Apple também otimizou demais aplicativos padrão do iPhone OS já existente para funcionarem como o novo produto. O Maps é o mesmo que o revelado nas fotos do Engadget; o YouTube é perfeito para assistir a vídeos em alta definição.

A iPad possui uma tela de 9,7 polegadas com tecnologia IPS (antirreflexo com total qualidade de cor a um ângulo de 178º), suporta multi-touch e usa um chip de 1GHz Apple A4, desenvolvido pela própria Maçã (P.A. Semi inside?).

Ela estará disponível em modelos de 16GB e 64GB, todos com Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 2.1 + EDR, alto-falantes, microfone e conector dock de 30 pinos para ligá-la ao iTunes — embora tenha tantos recursos, sua bateria dura 10 horas em uso intenso, e pode ter até um mês de duração em standby.

Via MacMagazine