Facebook lança Workplace para concorrer com o Linkedin e Slack

O Facebook percebeu que, assim como ele mantém as pessoas conectadas com amigos e familiares, ele pode fazer o mesmo com colegas de trabalho. A partir daí, eles começaram a testar uma versão do Facebook para o local de trabalho com algumas organizações há mais de um ano. O Facebook at Work, usado por mais de mil organizações em todo o mundo, a partir de hoje, passa a chamar Workplace. Os cinco principais países que utilizam o serviço são: Índia, EUA, Noruega, Reino Unido e França.

“Estamos animados com o progresso que fizemos e o nível de adoção e engajamento que estamos tendo. A partir de agora, o Workplace está disponível para qualquer empresa ou organização que queira usá-lo”, afirmou a companhia em seu blog.

facebook workplace app

Grandes empresas como Danone, Starbucks e Booking.com, organizações sem fins lucrativos internacionais, como a Oxfam, e os líderes regionais, como YES Bank, da Índia e da Agência de Tecnologia Governo de Singapura, já adotaram a ferramenta. As pessoas trabalham de maneiras diferentes, em todo o mundo, e a missão do Workplace é ajudá-los a permanecerem conectados.

As empresas terão que pagar uma assinatura por cada funcionário para usar a plataforma. O valor varia entre um e três dólares e depende do porte da empresa (empresas com mais funcionários pagam menos por cada um). O Slack, um forte competidor, cobra cerca de sete dólares por cada funcionário.

“Trouxemos o melhor do Facebook para o Workplace”. Desde a infraestrutura básica, como feed de notícias e a capacidade de criar e compartilhar conteúdos em grupos através do chat. Outros recursos como o Live, reações, buscas e trending posts também estão disponíveis na ferramenta.

facebook workplace

Hoje também foi lançado o Multi Company Groups, espaço compartilhado que permite aos funcionários de diferentes organizações trabalharem em conjunto. Este recurso será lançando para todos os clientes nas próximas semanas.

Via Startupi