Categorias
Internet

Não confia na Black Friday? Saiba como se proteger

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Quem passou por problemas ou acompanhou a enxurrada de notícias negativas sobre a Black Friday de 2012 provavelmente não se sentirá confiante em relação à edição de 2013, que ocorre na sexta-feira, 29. Por isso, embora Pedro Eugenio – o homem por trás da Black Friday brasileira – tenha garantido ao Olhar Digital que neste ano não haverá aborrecimentos, o melhor é se precaver.

O consumidor deve desconfiar até dos parceiros do Busca Descontos, realizador da Black Friday. O Reclame Aqui firmou acordo com o site e criou uma página especial para o evento; lá as empresas participantes já possuem avaliações, sendo que nem todas são positivas – a Casa Show, por exemplo, tem reputação considerada “ruim”, enquanto a HP consta como “não recomendada”, assim como a Lenovo.

O primeiro passo para não se dar mal, então, seria evitar os selos de desaprovação, mas não é só isso. É preciso saber se a oferta é real ou se o valor do produto/serviço foi inflado para fazer com que o consumidor pague “metade do dobro”. Verifique o prazo de entrega, pois a loja pode estendê-lo demais, e o valor do frete, que pode ser inflado para compensar o desconto do produto.

Também há a lista negra do Procon em que constam mais de 300 sites. Confira ela aqui e evite se aproximar destes endereços.

Após escolher o site

Ao efetuar uma compra, tire capturas de tela em todos os passos; isso servirá como prova em um eventual processo, caso algo dê errado.

Prefira fazer transações junto aos participantes da Black Friday oficial, pois eles serão observados constantemente pelo Reclame Aqui. Tome cuidado com e-mail marketing, porque criminosos provavelmente usarão o furor em torno do evento para aplicar golpes, inclusive com o nome dos participantes oficiais.

O Reclame Aqui avisa que, “na Black Friday, NÃO EXISTE erro crasso de preço, ou preço vil, pois no dia da Black Friday o consumidor está em busca de SUPER OFERTAS e o erro será considerado uma oferta normal.” Ou seja: viu um desconto absurdo? Se a loja errou, não é problema seu, ela terá de arcar com o valor informado.

Mas não se esqueça de que nem tudo será vendido por preço inferior, na sexta-feira. “Não é 100% do catálogo [que tem desconto]”, esclarece Pedro Eugênio.

Via: Olhar Digital 

Categorias
Internet

Você se organizou para o black friday?

Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Ano passado muitas empresas tiveram suas marcas “manchada” pelo black friday, se lembram?

Onde muitas aumentaram os valores de seus produtos para conceder um desconto que na verdade não ocorreu, outras concedeu descontos de 10% o que na minha visão não é considerado um desconto atrativo para seus clientes.

Diante disto gostaria de dar algumas dicas de como pode fazer um black friday que venha marcar sua loja virtual: 1º Você já tem um atendimento estruturado ou já pensou em fazer isto, não só para o black friday mas sim para sua loja?

Ter um atendimento ágil garante em média 20% no aumento de conversões em lojas virtuaism esclarecimento de dúvidas e o contato mais próximo ajudam neste resultado.

Já se organizou com as campanhas de link patrocinados? Em um dos nossos clientes o link patrocinado representa 40% das vendas. É um ótimo resultado. Porém você poderá otimizar campanhas para aumentar este resultado, pensa nisto com muito carinho, pois, os resultados serão positivos.

Planejar os descontos sempre é a melhor estratégia, pense nos produtos, estude estes produtos, saiba sua margem, não pense no momento planejamento de grandes promoções vem ao longo do ano e não um dia antes do evento.

Abuse com moderação dos banners em seu site, eles são grandes chamaris para seus clientes, se sua plataforma permite regionalização este é o momento, pois, o cliente do sul pode estar procurando algo diferente do seu cliente do nordeste.

Sua plataforma permite entendimento de perfil de clientes? Isto é uma ótima estratégia para seguimenta-los, prepare clusters diferenciados, envie e-mail marketing da real necessidade de seus clientes, ofereça o que realmente precisa no site todo e vincule um produto ao outro.

Claro que as dicas não são milagrosas mas podem ajudar a ter um aumento nas vendas da sua loja virtual, pense e execute, não deixe para última hora.

Via: E-commerce News