Categorias
Celular

Motorola anuncia Defy Mini no Brasil

Imagem Divulgação

 

A Motorola anunciou, nesta segunda-feira, a chegada do dispositivo Motorola Defy Mini ao mercado brasileiro. Seu preço sugerido é de R$ 649.

O novo aparelho, que é descrito como resistente à água e poeira, também conta com um display de 3.2 polegadas – com tecnologia Gorilla Glass – e Android 2.3 (Gingerbread).

O Defy Mini traz ainda uma câmera de 3 MP, rádio FM e MP3 player com integração para: sugestão de vídeos do artista (via youtube) que estiver sendo reproduzido, rádio via internet e identificador de música.

A interface integrada MotoSwitch, mesclada no Android, organiza os contatos de acordo com a frequencia que costuma conversar e quais aplicativos mais usa.

 

Via:Google Discovery

Categorias
Tablet

Tablet Motorola Xoom 2: confira as primeiras impressões do aparelho

Tablet Motorola Xoom 2: confira as primeiras impressões do novo aparelho

Gadget  da motorola chega menor que o modelo anterior, porém traz novidades em aplicativos, acessórios e sistema de áudio.

Stephanie Kohn

A Motorola apresentou nesta quarta-feira (14/12), durante evento em São Paulo, o Xoom 2, o novo tablet da fabricante.

O aparelho chega menor, mais leve e cheio de novidades, a começar pelo Android 3.2.

Assim como comentou Edson Bortolli, diretor de Produtos Móveis da Motorola Brasil, o tablet é um meio termo para quem quer portabilidade e boa experiência de navegação. Isso porque sua tela diminuiu, porém, não perdeu a qualidade.

O display HD tem 8.2 polegadas, 1200 x 800 de resolução e vem com a tecnologia Gorilla Glass, já vista no modelo do smartphone RAZR.

Esse acabamento na tela resiste a respingos e pode ampliar suas possibilidades de uso.

Além disso, o aparelho possui um grande ângulo de visualização de 178°, que facilita a leitura – mas, por outro lado, é um problema relacionado à privacidade, já que alguém ao seu lado poderá enxergar tudo na sua tela.

A companhia optou por mudar o tamanho do equipamento, depois de diversas pesquisas. O interessante é que por ser leve (386 gramas) e ter o retrato como posição primária, ele lembra muito um e-reader.

O tablet tem um sistema de áudio stereo 2.1 adaptável, o que torna a experiência sonora bem mais completa. O aparelho possui dois alto falantes em uma das bordas e outra saída de áudio que funciona como subwoofer.

O legal é que o sistema sonoro permanece igual em qualquer posição, pois ele troca as funções dessas saídas, conforme o arranjo do aparelho.

O resultado é uma imersão maior no áudio de vídeos e músicas.

Outra novidade que torna o Xoom 2 atrativo é a aplicação Dijit, que funciona como um controle remoto universal. Com ela, o tablet se comunica, via infravermelho, com uma infinidade de aparelhos.

O usuário pode montar diversos ambientes com vários equipamentos e controlar um home theater inteirinho, por exemplo.

Para cadastrar os equipamentos não é necessário conexão com a internet, basta que o infravermelho esteja funcionando.

O Xoom 2 ainda vem com alguns aplicativos pré-carregados como o Netflix, que dá um mês gratuito para o usuário a partir da compra do dispositivo e o MotoCast, que também já pôde ser visto no RAZR.

Esta aplicação funciona como um Dropbox ou qualquer outro app de computação na nuvem.

A pessoa carrega seus computadores no tablet e escolhe quais pastas e arquivos quer ter disponível nele. Com isso, o usuário escuta músicas por streaming, caso o PC ou Mac estejam online, ou faz o download desses arquivos para serem acessado offline.

O dispositivo também traz aplicações para o mercado corporativo como o QuickOffice, que é uma espécie de Power Point e o Motoprint, que imprime documentos, imagens e páginas da web em impressoras que estejam na mesma rede Wi-Fi.

De acordo com o diretor de produtos, os apps corporativos foram adicionados em cima da plataforma do Google para atender às exigências de segurança de algumas empresas.

Uma novidade legal são os acessórios, ainda sem previsão de chegada no Brasil.

O tablet possui duas opções de teclado wireless (um com trackpad e outro com trackball), uma capa de proteção bastante parecida com a do iPad, cabo HDMI e adaptador de cabo USB.

E o mais legal: uma base para o tablet com saída para vídeo, áudio e mais três portas USB. Com esse acessório, o usuário pode, facilmente, transformar o Xoom2 em uma estação de trabalho completa.

Em termos de hardware, o aparelho vem com processador superior ao modelo anterior: Dual-Core de 1.2 GHz.

Fora isso, ele possui memória RAM de 1 GB e armazenamento de 32 GB com suporte para cartão de memória micro SD de até 64 GB.

O tablet só possui conexão Wi-Fi, porém, Eduardo garantiu que um modelo 3G deve ser lançando ainda no primeiro trimestre de 2012.

O Xoom 2 chega às lojas brasileiras no dia 20 de dezembro por R$ 1.299, mas não deve substituir o primeiro modelo do tablet, que continuará à venda no próximo ano.

 

Fonte: Olhar Digital

Categorias
Celular

Motorola anuncia o novo Droid Razr

Com apenas 7,1 mm de espessura, o smartphone possui processador dual-core de 1,2GHz, 1GB de RAM e outras funções. Confira

A Motorola anunciou oficialmente o Droid Razr. O celular possui apenas 7,1 mm de espessura e é feito de fibra de Kevlar, resistente e leve, e o novo Corning Gorilla Glass, um tipo de vidro tido como inquebrável.

Especificações

De acordo com informações do site CNET, o Razr vem equipado com um processador dual-core de 1.2GHz com suporte para a internet 4G LTE da Verizon. A tela AMOLED possui 4.3”. O celular tem 1GB de memória RAM, câmera de 8 megapixels – que faz vídeos em 1080p HD – e vem com o Gingerbread, versão 2.3.5 do Android.

A exemplo do novo iPhone 4S, o Droid Razr vem com a última geração da tecnologia Bluetooth, a 4.0. Tem memória interna de 16GB e mais 16GB com o cartão microSD que já acompanha o produto.

Novos recursos online e de software

A Motorola incorporou um aplicativo do Netflix ao smartphone. Ainda segundo a fabricante, com o hardware do Razr e a velocidade do 4G será possível acessar conteúdo em alta definição. Também estão presentes os serviços Quickoffice e Motocast, para documentos e para streaming e download de conteúdo do PC, respectivamente. Uma novidade é o aplicativo Smart Actions: ele promete realizar tarefas de forma automática e aumentar a eficiência da bateria.

Também no quesito segurança há novidades. O Razr oferece a possibilidade apagar remotamente seus dados – o que pode ser útil em caso de perda ou roubo do aparelho. Para os usuários empresariais, o aparelho oferece criptografia de nível governamental, com chave forte de segurança.

Lançamento nos EUA

O Droid Razr, da Motorola, estará disponível para a venda a partir de Novembro, por US$299,99 (cerca de R$530), com 2 anos de serviços da Verizon Wireless. Porém, a partir de 27 de outubro, o produto já estará em fase de pré-venda. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

Via OlharDigital

Categorias
Google Tendências

A melhor parte da Motorola não foi comprada pelo Google, dizem analistas

Motorola e Google

A divisão Solutions, que oferece sistemas de rádio, pode ter uma valorização das ações de 40% a 60% em um ano

Quando o Google anunciou a compra da divisão de dispositivos móveis da Motorola, por US$ 12,5 bilhões, a primeira impressão era de que a gigante de buscas tinha optado por adquirir apenas a parte mais lucrativa da fabricante. No entanto, analistas consultados pelo jornal Wall Street Journal consideram essa avaliação equivocada, uma vez que a Motorola Solutions – área que não foi adquirida – é a verdadeira fonte de dinheiro da companhia.

Em janeiro deste ano, a Motorola separou suas operações em duas grandes áreas: Mobility (ou mobilidade), que engloba os dispositivos móveis; e Solutions (ou soluções), que fornece sistemas de rádio bidirecionais para comunicação pública, equipamentos para redes wireless e leitores de código de barra.

Agora que a divisão Mobility foi adquirida pelo Google, os analistas da Goldman Sachs estimam que a área Solutions terá mais chances de gerar fluxo de caixa, para expandir os negócios, pagar dívidas e recomprar ações.

O gestor de portfólio de ações Todd Lowenstein, da consultoria de investimentos HighMark Capital Management, prevê que as ações da Motorola Solutions terão uma valorização de 40% a 60%, em um ano, por conta da separação da área de mobilidade.

Para 2011, a divisão Solutions projeta um lucro de US$ 964 milhões, ou US$ 2,49 por ação, com um faturamento de US$ 8,3 bilhões. Além disso, a empresa mantém US$ 4,5 bilhões em caixa.

A explicação para esse sucesso, de acordo com o presidente da Motorola Solutions, Greg Brown, está, principalmente, relacionado à demanda do governo. “Quando os orçamentos públicos são desafiados [por conta da crise], nossos clientes buscam a tecnologia”, cita Brown. “Eles têm tentado fazer mais com menos, o que nos favorece”, acrescenta.

Fonte: Olhardigital

Categorias
Google

Google compra Motorola por US$ 12,5 bilhões

O objetivo da aquisição é aumentar a competitividade e reforçar as patentes do Android

Google compra Motorola

Nesta segunda-feira (15/8), o Google anunciou a aquisição da Motorola Mobility – divisão de equipamentos móveis da companhia – por US$ 12,5 bilhões.

A Motorola já é uma das principais parceiras do Google no uso do sistema operacional Android, utilizado em diversos equipamentos da companhia, incluindo o Xoom, que foi o primeiro tablet a usar essa plataforma.

A compra de empresas de hardware não é comum pelo Google. Em um comunicado, a empresa afirmou que a aquisição “vai permitir a melhora no ecossistema Android”.

Em um post no blog oficial do Google, o CEO da empresa, Larry Page, disse que “a aquisição da Motorola vai aumentar a competitividade e reforçar o portfólio de patentes do Google, o que deve permitir proteger melhor o Android de práticas anti-competitivas da Microsoft, Apple e outras empresas”. De acordo com Page, a guerra de patentes travada entre diversas empresas seria uma das práticas que poderiam prejudicar o desenvolvimento do sistema operacional.

Quanto aos próximoas passos da aquisição, o CEO do Google destacou que o Android continuará a ser uma plataforma aberta, ou seja, que poderá ser utilizada por qualquer fabricante. Além disso, ele garantiu que a Motorola continuará a funcionar como uma empresa separada.

Fonte: OlharDigital